É tempo de férias. E agora?

pexels-photo-1148998.jpeg
Photo by Sharon McCutcheon on Pexels.com

Durante o ano cuidamos de cada detalhe da rotina das crianças e preenchemos minuto a minuto do dia deles. Tem hora para acordar, hora da escola, natação, banho, futebol, dever de casa, inglês e mais uma infinidade de opções. Tudo programado para estimular, desenvolver e preencher o tempo da criança.

Quando chegam as férias, os dias ficam livres e a criança perdida sem saber o que fazer.

Ela e a gente, na verdade.

Lembra quando você tinha tempo de deitar no sofá e ficar horas olhando pro teto? Quantas ideias boas ou soluções surgiram ali, no ócio, no seu momento “sem fazer nada”?

As crianças não sabem viver o ócio, porque não aprenderam, não tiveram tempo para experimentar essa sensação. Quando se vêem livres da agenda, ficam ansiosas e inquietas. E o que a gente faz? Preenche o tempo vazio deles com games eletrônicos e TV. Não estou aqui levantando bandeira contra os eletrônicos. Tudo, na medida certa, pode ser legal.

toddler reading book
Photo by Daria Shevtsova on Pexels.com

A questão é que todos nós, adultos e crianças, nos sentimos perdidos nas férias porque desaprendemos a passar um tempo sem fazer nada.

Fazer nada leva a pensamentos reflexivos, estimula a imaginação, ajuda a pensar em soluções de situações da realidade. É algo essencial para nós adultos e especialmente para as crianças. Precisamos criar espaço para o ócio, incentivar a imaginação e o faz de conta.

É importante reforçar aqui que ócio é diferente de preguiça. A preguiça acomoda, paralisa. O ócio é criativo, aumenta a imaginação e nos dá a liberdade de pensar. Excelente para adultos e crianças.

Criança precisa de tempo. Tempo para descobrir, inventar, experimentar. Mas o tempo da criança é diferente do nosso. Não é o tempo do relógio. Elas são regidas pelas sensações, pelos estímulos e pelas descobertas. Quando não têm nada para fazer, é que aparece o tempo para viver tudo isso que é tão grandioso em seu desenvolvimento.

Precisamos diminuir o ritmo, o nosso e o das crianças. Então, aproveita o verão para diminuir os compromissos e aprender a não fazer nada junto com o seu filho. Eu garanto que vocês terão ideias divertidas de coisas para fazerem juntos.

Pensando em tudo isso, trago aqui algumas ideias e atividades e de rotina para estimular a criatividade dos pequenos e tirá-los da frente dos eletrônicos.

  1. Aproveite as caixas e embalagens dos presentes do papai noel para montar um sucatário. Nada melhor do que sucata para entreter e estimular a criatividade.

    Indico a leitura de um livro:
    images

  2. Convide os amigos organize uma tarde para brincar em casa. Não há nada mais gostoso para eles do que mostrar o quarto    aos amigos. É diversão garantida. Uma pipoca e um filminho no fim da tarde, fecham o momento com chave de ouro. 😉

2

  1. Cozinhem juntos! Façam um bolo, por exemplo. A diversão já começa na hora de preparar a lista e comprar os ingredientes no supermercado. Envolva a criança nesse processo. Deixe que ela participe. Depois reúna a criançada na cozinha e divirtam-se.

    Receita de bolo simples: 2 iogurtes naturais, 2 medidas de óleo do copo de iogurte, 7 ovos inteiros, 300g de farinha, 500g de açúcar. Misture e bata tudo junto. Em seguida, despeje a mistura em uma forma untada e leve ao forno por uma hora.

  1. Passeio de transporte público. Organize a ida a um bairro próximo, mas vá de ônibus, ou de metrô. Os pequenos adoram! Para ficar ainda mais divertido, separe papel e caneta para vocês desenharem ou anotarem o que acharem interessante. Na volta vai ser divertido um contar para o   outro o que mais chamou atenção durante o passeio.

onibus

  1. Visite os bombeiros. Você sabia que o corpo de bombeiros adora receber visitas dos pequenos. É uma visita gratuita. As crianças são guiadas por um soldado e podem experimentar e explorar os instrumentos e materiais do batalhão. Eles amam!
mother and her children sitting on green grass field
Photo by malcolm garret on Pexels.com

Além disso, praia, piscina, jardim botânico e passeios de bicicleta precisam estar sempre no cardápio. Quanto mais presença e disponibilidade, maior será o sucesso desses programas.

E como organizar tudo isso de maneira que a criança aproveite, mas que também consiga ter um tempo livre?!

Organize uma rotina de férias!

Estipule horário para as refeições e programe o dia junto com a criança para que ela saiba o que irá fazer. Vale pensar em intercalar, um momento mais movimentado, com outro mais tranquilo. Gosto de sugerir que se vocês tiverem uma manhã movimentada com passeios e programas divertidos, depois do almoço vale relaxar um pouco com um filme e um momento de brincadeira livre. E vice – versa.

Não esqueça! Férias de criança NÃO precisa ser uma maratona. Férias é tempo de viajar, brincar, se divertir e também descansar! A rotina de escola e atividades é exaustiva. As crianças precisam de momentos de ócio para descansar o corpo e a mente.

Se você curtiu as dicas ou tem mais alguma sugestão de como tornar o ócio das férias ainda mais criativo, compartilha aqui!

Boas férias! Divirtam-se!


Este artigo foi escrito por  Maria Cecília Helal

33ea4401-0b3c-4d42-aa7d-8aade55455a8Há 17 anos, Cecília transforma o ato de educar em uma oportunidade de fortalecer famílias. Acolher pais e mães nos seus papeis e falar sobre a importância de serem adultos saudáveis emocionalmente faz parte do olhar como educadora da Cecília, entendendo juntos sobre situações da rotina – tão desafiadoras – convidando-os a reverem atitudes e repensarem hábitos intuitivos ou herdados sobre o educar.

Cecília é mãe do Miguel e da Letícia e com muita empatia divide sua experiência no Instagram através do @ceciliahelal, sendo hoje um espaço para acolher pais e encorajá-los no educar com respeito, amor e limites


 

6 comentários Adicione o seu

  1. Katia Macedo disse:

    Amei as dicas! Principalmente a de visitar os Bombeiros, nunca pensei nisso. Os meninos vão amar!
    Dá pra fazer muita coisa bacana sem gastar muito dinheiro.

  2. Rafaela Cordeiro disse:

    Excelente reflexao!👏👏👏

  3. Joana Pacheco disse:

    Adorei!!! Precisamos lembrar que não é pra ser uma maratona 😅

  4. Leonora Rebello Horta disse:

    Mais uma vez, textos como esse que MariA Cecília escreve, age como um bálsamo no coração de cada mãe, q se vê ansiosa e sobressaltada, com cada evento da vida dos filhos – as férias, por exemplo.

  5. André Dallalana disse:

    Texto sensacional. Já fomos aos bombeiros por aqui. Sucesso!

  6. Rejane Schäffer disse:

    Dicas incríveis! Mesmo pais de filhos mais velhos podem adaptar essas dicas e viver momentos não pensados antes. E assim… eu e meus filhos vamos visitar a roda gigante RJ, mas vamos de barca até o centro. E a ideia dos Bombeiros foi genial! Minha filha de 16 perguntou: será que eles deixam a gente entrar naquele caminhão grandão? Será que eles vão nos receber, somos adolescentes? Venho aproveitando as orientações da Cecília e aplicando em minha vida com filhos mais velhos (16 e 21); eles participam das reflexões e enriquecem os momentos em que estamos juntos (geralmente à noite). Uma graça! Bem, boas férias, então!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s